O Brasil nas olimpíadas

 
 


 


  • Olimpíada de 1948/Londres
    Ralph Zumbano, o "Bailarino", um peso leve de pouca "pegada" mas estilo, esquiva, técnica e jogo de pernas sensacionais, foi talvez o brasileiro que teve a mais brilhante atuação em uma olimpíada. Nos Jogos Olímpicos de 1948/Londres, venceu facilmente seus dois primeiros adversários; infelizmente, teve o azar de ter como terceiro oponente o futuro campeão mundial Wallace Smith, que o derrotou por pontos. Zumbano retornou sem nenhuma medalha mas muitos elogios por parte da crítica internacional.

  • Olimpíada de 1956/Melbourne
    A grande esperança brasileira nesta olimpíada era o peso galo Eder Jofre. Infelizmente, por falta de sparring adequado, sofreu uma lesão no nariz na véspera da competição. Em sua primeira luta desta olimpíada, logo passou a sofrer enorme sangramento pelas narinas, o que decretou sua eliminação. Retornando ao Brasil, Jofre passou ao profissionalismo ainda neste mesmo ano de 1956.

  • Olimpíada de 1968/México
    Servílio de Oliveira tornou-se o primeiro brasileiro a conquistar uma medalha em olimpíada (trouxe a medalha de bronze, por sua atuação na categoria dos pesos moscas). Até a presente data, de julho 2004, ainda não conseguimos outra medalha.

  • Olimpíada de 2004/Athenas
    O Brasil participou com cinco boxeadores: Alessandro Mattos 64 Kg, Mike Carvalho 60 Kg, Edvaldo de Oliveira 57 Kg, Glaucelio Abreu 75 Kg, e Washington Silva 81 Kg.

    Dado o extremamente longo processo de classificação para esta olimpíada, a mesma foi a mais dificíl de todos os tempos. Nenhum de nossos boxeadores conseguiu medalhas. Em verdade, das 6 lutas que disputaram conseguiram apenas uma vitória.



© 2004, pela Fed. Rio-Grandense de Pugilismo
Art. 299 do Código Penal Brasileiro ( Crime de Falsidade Ideológica ):
Omitir, em documento público ou particular, declaração que dele devia constar ou
nele fazer inserir declaração falsa ou diversa da que devia ser descrita
.